Aplicativo criado por alunos de Santa Maria está auxiliando pacientes e doadores de sangue no intermédio das doações
28/03/2018 17:54 em Geral

Uma ideia simples e transformadora que promove a conexão entre doadores de sangue e hemocentros de todo o Brasil ajudando pacientes e doadores através da tecnologia.  

A plataforma digital Hemotify, criada por estudantes da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) há cerca de um ano e 4 meses, está com novidades.  

Para colaborar com as pessoas que precisam de doação de sangue, há 15 dias os usuários podem fazer o cadastro no site, pedir o tipo sanguíneo que o familiar ou amigo necessita e direcionar essa doação para uma pessoa específica. Antes era o próprio hemocentro que chamava pessoas para doar, ou o familiar procurava doadores compatíveis.  

O acadêmico de Engenharia de Controle e Automação da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Fernando Henrique Berwanger e um dos criadores da plataforma, explica que os passos para pedir a doação são bem simples: a pessoa faz o cadastro no site, faz o login e pede a doação, assim que o cadastro é feito, o doador fica ciente das necessidades de cada hemocentro baseado em seu tipo sanguíneo. 

Hoje, a plataforma tem 4.335 pessoas cadastradas de todo o Brasil, destas, 2.500 são de Santa Maria. Ao todo, 11 hemocentros fizeram o cadastro e podem pedir sangue.

COMENTÁRIOS